Quem trabalha com carteira assinada pode receber Bolsa Família?

Benefício concedido a quem realmente necessita de ajuda financeira, o Bolsa Família é um dos maiores programas sociais do Brasil. Ele está em vigor a mais de 10 anos no país e com enorme sucesso. Já ajudou mais de 13 milhões de famílias, mas nem todos podem solicitar a seguir. Saiba quais as regras para quem possui carteira assinada a seguir. 

Bolsa Família ajuda famílias de baixa renda

Estima-se que mais de 30% da população brasileira não consiga manter o seu sustento básico com renda própria. Esses são dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, números os quais vem diminuindo por conta dos projetos sociais governamentais. Dentre eles o Bolsa Família. 

O programa do Governo Federal auxilia famílias de baixa renda com um valor mensal depositado em uma conta para ser sacado na Caixa Econômica Federal. A bolsa vai de R$ 39 a no máximo R$ 195 por pessoa, não podendo ultrapassar o teto.

O valor parece pequeno? De fato é se comparar com o valor dos alimentos no supermercado. Contudo, vem cumprindo o seu papel de ajudar com o básico como o leite para quem está no período de amamentação de menores, com algum alimento com a bolsa assistencial e com a nutrição da lactante. 

Carteira assinada não recebe bolsa família

Focando sempre em quem realmente não pode prover o sustento do lar com cesta básica, quem possui renda não pode receber o bolsa família. Se há um ganho mensal superior a meio salário mínimo então não há direito de se cadastrar no programa. Logo, quem possui carteira assinada não pode receber bolsa família. 

O propósito do programa é ajudar a bancar a cesta básica das famílias necessitadas. Os valores são baixos em comparação a uma cesta básica completa com a nutrição adequada. 

Uma das principais regras do programa é a questão da renda. Quem possui carteira assinada por lei recebe sempre um valor mensal a um salário mínimo. Este tipo de ganho mensal não se enquadra na faixa de necessitados atendidos pelo programa e por isso o direito de receber o Bolsa Família não existe. 

O benefício atende aos desempregados desde que a condição seja comprovada com a carteira de trabalho. Contudo, quando ele voltar a ter um emprego o benefício é suspenso. 

Valores do Bolsa Família 2018

Os valores da bolsa mensal fornecida pelo Governo continuam firmes há dois anos por ausência de verba para dispensar ao programa. Por enquanto são eles:

  • R$ 85 por pessoa para brasileiros em situação de extrema pobreza;
  • R$ 39 gestantes e mulheres amamentando;
  • R$ 45 para jovens de família de extrema pobreza entre 16 e 17 anos estudando em escola pública.

Para o primeiro trimestre do próximo ano está programado um aumento do Bolsa Família 2018. O reajuste faz parte do acompanhamento do valor recebido pelos beneficiários de acordo com a inflação. 

Há ainda outros benefícios governamentais para ajudar a complementar a renda. Um deles é o menos conhecido, o vale gás. Pago a cada dois meses, ele ajuda a comprar o gás de cozinha de famílias pobres em zona urbana ou rural. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *